Oportunidades > Familia

Tomate: conheça os benefícios e algumas receitas com o fruto

No dia 1º de fevereiro é comemorado o Dia do Tomate, um dos alimentos mais versáteis e nutritivos, que está presente nas principais refeições dos lares brasileiros seja em molhos, saladas ou pratos principais, podendo ser consumido cru, cozido, assado ou processado.

Além dessa versatilidade, vale destacar que o consumo do tomate garante muitos benefícios para o nosso organismo, por conta dos seus principais nutrientes: o licopeno, vitaminas A, C e K, vitaminas do complexo B e minerais como o potássio, fósforo e magnésio.

Confira os principais benefícios do tomate:

– Fortalecimento do sistema imune

Rico em vitamina C, o seu consumo auxilia no fortalecimento das defesas naturais do organismo, ajudando a combater os radicais livres, que, em excesso, favorecem o aparecimento de várias doenças e infecções.

– Protege o coração

O fruto possui uma grande quantidade de licopeno — substância faz parte do grupo dos carotenoides e que atua como antioxidante para proteger as células. O consumo de tomate pode ajudar a diminuir a pressão sanguínea, o colesterol e os níveis de stress oxidativo, além disso, também pode ajudar a reduzir o risco de um acidente vascular cerebral (AVC).

Para aproveitar melhor as propriedades do licopeno, use o tomate em molhos e em receitas que levam o fruto aquecido, isso facilita a assimilação da substância.

– Pele e cabelo saudáveis

O tomate possui carotenoides, que se transformam em vitamina A no organismo. Ou seja, ao ingerir a fruta você estará ajudando a manter a saúde da pele, além de fortalecer e dar brilho ao cabelo.

– Prevenção do câncer

Segundo estudo publicado no Jornal do Instituto Nacional do Câncer, o consumo de tomates ajuda a reduzir o risco da doença em órgãos como: próstata, pulmão, estômago, entre outros.

– Saúde dos ossos

Por ser rico em cálcio e vitamina K, o consumo de tomate ajuda a proteger e fortalecer os ossos e os dentes. O licopeno, presente no fruto, é antioxidante e ajuda a melhorar a massa óssea, que é uma ótima maneira de combater a osteoporose.

Agora que você conhece os benefícios do tomate, que tal preparar deliciosos pratos com ele? Separamos 3 receitas deliciosas:


Molho de tomate caseiro

Ingredientes:
5 kg de tomates italianos maduros;
3 cebolas;
3 colheres (sopa) de azeite;
Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto;

Preparo:
Leve uma panela grande com água ao fogo alto para ferver. Enquanto isso, lave os tomates e, com uma faca, corte um x na base de cada um. Prepare uma tigela com água e gelo.

Assim que a água começar a ferver, mergulhe os tomates (aos poucos) e deixe cozinhar até a pele começar a soltar. Com uma escumadeira, transfira os tomates para a tigela com água e gelo – com o choque térmico fica mais fácil descascar. A partir do corte em x, puxe e descarte a pele. Transfira os tomates pelados para uma tigela e repita com o restante – reponha o gelo na tigela conforme for derretendo para manter a água bem fria.

Descasque e pique fino as cebolas. Leve uma panela grande ao fogo médio. Quando aquecer, regue com o azeite, junte a cebola e tempere com uma pitada de sal e pimenta. Refogue por cerca de 15 minutos até dourar.

Enquanto isso, corte os tomates ao meio e descarte as sementes. Bata os tomates em etapas no liquidificador (sem acrescentar água): para preparar um molho mais rústico, com pedaços, bata no modo pulsar para triturar; se preferir um molho tradicional mais fluido bata até ficar liso.

Junte os tomates batidos à cebola refogada, tempere com sal e misture bem. Deixe cozinhar em fogo médio até começar a ferver, só então abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais 1 hora e 30 minutos, mexendo de vez em quando, até o molho ficar encorpado – atenção, dependendo do tamanho de sua panela, se mais funda ou mais larga, o tempo total de cozimento pode variar. Prove e tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto (se quiser adicione 1 maço de manjericão fresco e deixe cozinhar por mais 2 minutos para perfumar).

Para armazenar porcione o molho em potes de vidro higienizados e conserve na geladeira por até 5 dias.

Salada de tomate com castanha e hortelã

 Ingredientes:
3 tomates maduros;
¼ de xícara (chá) de castanha-de-caju torrada sem sal;
1 colher (sopa) de azeite;
Caldo de 1 limão;
3 ramos de hortelã;
Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto.

Preparo:
Lave e seque os tomates e as folhas de hortelã. Corte os tomates ao meio, descarte as sementes e corte cada metade em cubos de 0,5 cm. Sobre a tábua, empilhe uma folha de hortelã sobre a outra, enrole e fatie fino – mantenha as folhas de um dos ramos inteiras para finalizar a salada. Pique a castanha-de-caju em pedaços bem pequenos.

Numa tigela misture o tomate com a hortelã. Tempere com o azeite, o caldo de limão sal e pimenta a gosto. Junte a castanha picada e misture bem. Finalize com as folhas inteiras de hortelã e sirva a seguir.

Risoto de tomate seco, muçarela de búfala e manjericão

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de arroz para risoto;
⅔ de xícara (chá) de muçarela de búfala;
100 g de tomate seco;
½ cebola;
4 colheres (sopa) de manteiga;
1,3 litro de caldo de legumes caseiro;
½ xícara (chá) de vinho branco seco;
10 folhas de manjericão;
5 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado;
Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto.

Preparo:
Lave as folhas de manjericão sob água corrente. Descasque e pique fino a cebola. Corte a muçarela de búfala em pedaços pequenos. Corte o tomate seco em tiras.

Leve uma panela com o caldo de legumes ao fogo alto. Quando ferver abaixe o fogo.

Enquanto o caldo aquece, coloque 2 colheres (sopa) de manteiga numa panela e leve ao fogo baixo. Quando a manteiga derreter, junte a cebola picada e refogue até que fique transparente. Aumente o fogo e acrescente o arroz e refogue por mais 2 minutos.

Adicione o vinho e misture bem até evaporar. Quando o vinho secar, acrescente o caldo de legumes ao risoto aos poucos, mexendo sem parar. Quando secar, adicione mais caldo e repita a operação por, aproximadamente, 15 minutos sempre em fogo alto.

Verifique o ponto: o risoto deve ficar cremoso, mas os grãos de arroz devem estar al dente, ou seja, um pouco durinhos. Se ainda estiver muito cru, continue cozinhando por mais 1 minuto. Caso seja necessário, junte um pouco mais de caldo e mexa bem. Na última adição de caldo, não deixe secar completamente ou o resultado será um risoto ressecado.

Quando o risoto estiver no ponto, junte o tomate seco e o parmesão. Misture bem e desligue o fogo. Coloque as 2 colheres (sopa) de manteiga restantes e as folhas de manjericão sem misturar. Tampe a panela.

No momento de servir, acrescente a muçarela de búfala e misture bem. Tempere com pimenta-do-reino moída na hora e sirva imediatamente.

Bom apetite!

 

Receitas: Panelinha – https://www.panelinha.com.br/