Oportunidades > Familia, Oportunidades

Parque da cidade no DF ganha segunda horta comunitária

Uma nova horta comunitária está sendo desenvolvida no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek. A aragem do solo está sendo finalizada e, na próxima semana, começa o plantio de hortaliças.

O segundo cultivo está localizado no Estacionamento 10, entre o lago e a pista de cooper. Ao todo, serão 16 canteiros com seis metros de comprimento cada.

A primeira horta nasceu em julho deste ano. O administrador do Parque da Cidade, Carlos Bougleux, conta que o projeto-piloto surgiu para ocupar áreas vazias com potencial de uso da comunidade e, devido ao sucesso, seguiu adiante.

“Recebemos muitos elogios e respostas positivas das pessoas sobre a primeira horta, então decidimos criar a segunda. Nosso objetivo é que todos os frequentadores do parque tenham a oportunidade de criar um laço com o espaço público”, afirma Bougleux.

Já foram realizadas duas colheitas na primeira horta do parque – em setembro e outubro – e distribuídas para a comunidade. Alimentos como rúcula, chicória, couve, espinafre, alface crespa, lisa e roxa, coentro, cebolinha, agrião, espinafre, salsa, coentro, hortelã e cheiro verde foram colocadas em uma mesa para que pessoas pudessem pegar à vontade.

As próximas colheitas serão divididas entre os frequentadores e seis instituições beneficentes, selecionadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Um terço dos alimentos será distribuído aos cidadãos e o restante, às entidades.

Plantio 

As sementes das duas hortas são doadas pela comunidade e encaminhadas a um viveiro parceiro, que produz as mudas. “Recebemos as mudas prontinhas, gratuitamente. Depois, fazemos o plantio e a colheita com a ajuda das pessoas”, explica o assessor técnico da administração do parque, Hermes Mariano.

Para participar dos processos da horta, como rega, plantio e colheita, basta entrar em contato com a administração do Parque da Cidade presencialmente ou pelas redes sociais. As pessoas interessadas dividirão as tarefas com os funcionários e cinco reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap).

 

Fonte: Canal Rural Brasília