Oportunidades > Familia

Dicas para ter uma horta em casa

Confira tudo o que você precisa saber para começar a cultivar verduras, ervas e temperos em seu lar

As hortas caseiras estão se tornando cada vez mais comuns nas cidades. O cultivo doméstico passou a ganhar mais espaço nos grandes centros, seja para quem gosta de cozinhar, usar temperos e comer alimentos frescos, ou para quem buscou na plantação e nos cuidados necessários uma forma de terapia.

E se engana quem acredita que é preciso morar em uma casa grande com jardim para poder criar a sua própria horta. Você pode plantar temperos, frutas e ervas dentro do seu apartamento também. Além de ser um charme na decoração, o cantinho dedicado ao cultivo da horta não demanda tanto espaço e também não possui muitas especificidades.

A única exigência é bem simples: encontrar uma área de sua casa ou apartamento que receba sol direto por pelo menos 4 horas ao dia. Ainda assim, é importante manter os cuidados corretos desde o início para que as plantas cresçam fortes e saudáveis.

Comece devagar, com plantas menores e mais fáceis de manter e monte sua primeira horta perto da janela ou na varanda, que são espaços mais arejados e com mais luminosidade. Assim, aos poucos, você conseguirá perceber o desenvolvimento e as necessidades de cada planta.

Como cultivar uma horta em casa?

Para descobrir como começar sua horta ou cuidar melhor das hortaliças que você já possui, separamos algumas dicas:

– O plantio de temperos é uma boa ideia para quem vai começar uma horta em casa. Eles são resistentes a pragas e doenças, duram bastante e se adaptam bem em espaços pequenos.

– Observe onde bate sol na sua casa ou apartamento. É neste local que a horta precisa ser montada, pois as plantas precisarão de pelo menos 4 horas de sol por dia.

– Veja qual tipo de horta se adapta melhor às suas condições. Existem diversas possibilidades: plantio em vasos, jardineiras, canteiros e até paredes (em modelos verticais).

– Na hora de escolher o vaso, procure se informar antes qual o tamanho que a planta vai chegar. O vaso precisar ser sempre a partir de 15 cm, menos que isso não funciona. Além disso, todo vaso tem que ter furos embaixo para facilitar a saída da água, e para as raízes não apodrecerem.

– Se você ainda não tem experiência, comece plantando mudas, ao invés de sementes, e escolha espécies versáteis e duradouras, como alecrim, manjericão, orégano e cebolinha. Se fizer questão de plantar sementes, comece com as de plantio direto, como salsinha e rúcula.

– Depois do plantio, é preciso nutrir as plantas com algum adubo natural, como o composto de restos de vegetais, a farinha de cascas de ovo ou o húmus de minhoca.

– A primeira rega tem que ser abundante. Regue até pingar embaixo. Para saber se as plantas precisam de mais água, coloque o dedo ou um palito de madeira para ver se a terra está úmida.

– Para saber se é hora de regar novamente, deixe o palito espetado na terra. No início da manhã e no final da tarde, tire o palito e observe: se ele estiver molhado, não precisa regar, se estiver seco, sua planta precisa de água. Mas nunca regue a horta no meio do dia, com o sol forte.

– As plantas comestíveis se beneficiam da colheita de seus ramos e de podas de limpeza periódicas. A planta entende essa prática como um estímulo para rebrotar com vigor e saúde.

Como preparar o solo para receber as mudas e/ou sementes?

Essa etapa é fundamental. Um substrato (terra de plantio) bem preparado e adubado de forma equilibrada é um dos principais segredos do sucesso da horta. Se for plantar em vasos, escolha um substrato de qualidade, de preferência orgânico, suplemente com algum tipo de adubo orgânico e um pouco de areia para melhorar a drenagem do solo.

Caso vá plantar direto em canteiros, faça um berço com pelo menos 15 cm de profundidade e misture na terra do canteiro uma parte de areia, uma parte de húmus de minhoca e algum outro adubo orgânico, como farinha de cascas de ovo ou cinzas de lareira.

Qual a importância da drenagem do solo?

A drenagem é o caminho que a água faz para sair e não ficar empoçada. Todos os vasos devem ter furos no fundo (se for vaso de barro, que geralmente tem um furo só, ele pode ser protegido com um caco de telha para não entupir). Na hora de plantar, coloque uma camada de pedras para cobrir o fundo do vaso e use um pedaço de manta de drenagem ou uma camada de areia antes de colocar o substrato (terra preparada para plantio).

Confira 5 plantas fáceis de cultivar:

– Alecrim: precisa de bastante sol e detesta solo encharcado.

– Manjericão: gosta de vaso grande e terra boa. Para durar mais, corte as flores.

– Cebolinha: fácil de cultivar e super versátil, podendo ser podada até 5 vezes com rebrota garantida.

– Orégano: pode ser plantado em vaso pequeno e não é exigente quanto à adubação. Pode durar anos.

– Capim limão: precisa de vaso grande e pode durar a vida toda se receber bastante sol em suas folhas.

 

Fontes:

https://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2020/12/13/especialistas-dao-dicas-de-como-cultivar-uma-horta-em-casa.ghtml

https://www.historiasdecasa.com.br/2020/07/09/como-ter-uma-horta-em-casa/

https://claudia.abril.com.br/sua-vida/como-fazer-horta-em-casa/

https://www.uol.com.br/nossa/noticias/redacao/2020/12/02/quer-fazer-uma-horta-em-casa-saiba-o-que-voce-precisa-fazer.htm