Uma grande transformação

Por: Jean Louis Belo Gallego

O momento que estamos passando realmente nos mostra algo sem precedentes em nossa história.
A terra passou por momentos de crises outras vezes. Passou por guerras, por pestes, pela famosa gripe “espanhola” praticamente um século atrás. A geração atual, tirando algumas raras exceções, não viveu nada disso.
Esta crise é muito mais democrática e afeta todos os seres humanos do globo terrestre, independente de raça, de credo, do poder aquisitivo, da orientação sexual ou do nível de escolaridade.
Alguns estão sendo mais afetados fisicamente e a maioria está sendo afetada economicamente.

E aí vêm as perguntas: quanto tempo mais levará essa crise? Como sairemos dela e como nos reconstruiremos?

Um ponto de reflexão bastante importante é: qual o meu real papel neste momento?
O que posso aprender ou fazer para tentar mitigar os problemas que estou enfrentando? O que podemos aprender com tudo isso?
No meu ponto de vista, temos muito para aprender com essa situação.
Uma coisa é certa: a crise passará e retomaremos nossas atividades.

Assim como a Alemanha e o Japão saíram derrotados na 2ª guerra mundial e depois se tornaram grandes potências mundiais, o que podemos fazer para tornar nossas empresas as futuras “Alemanha” ou “Japão”?

Neste momento estamos focando no que é essencial, tanto profissionalmente quanto pessoalmente.
Pessoalmente, estamos voltando nossos valores e atenção para os familiares e para a nossa casa.
Esse momento está sendo muito importante para eu aprender a relativizar de maneira correta os problemas e os desafios: nem tudo deve ter o mesmo peso e valor. E isso também vale para o aspecto profissional.

Em se tratando do lado profissional, a indústria em que trabalho é totalmente orientada ao Food Service (alimentação fora do lar) e estou sendo fortemente impactado em meu faturamento, que cai na mesma proporção do fechamento temporário dos meus clientes. Então, o que devo fazer?

Algumas coisas que penso a curto prazo e outras a médio e longo prazo:

Curto Prazo

1. Entender qual o real impacto da Covid-19 nos negócios dos meus clientes.
2. Como posso fazer para ajudar meus clientes a venderem mais?
3. Entender qual o impacto da Covid-19 no meu negócio.
4. Buscar novas oportunidades de negócios, tentar capturar uma parcela da venda que saiu do Food Service e migrou temporariamente para o Retail.
5. Manter o foco, as rotinas e o moral dos colaboradores dentro da maior normalidade possível. Neste ponto recomendo que leiam “Endurance”, de Ernest Shackelton, um dos maiores casos de liderança em momento de crise extrema.
6. Tentar preservar os empregos, pois, como disse, todas as situações são cíclicas e preservar a mão de obra capacitada, me fará sair da crise mais preparado e organizado.
7. Responsabilidade Social: o que podemos fazer neste momento? Conseguimos direcionar recursos para áreas mais necessitadas? Como podemos estimular nossos colaboradores a se engajarem em causas que podem ajudar na situação atual?

Médio prazo

Será que a jornada de trabalho será reduzida?
A flexibilidade de jornada de trabalho, a relação de confiança dos colaboradores, a nova dinâmica de trabalho pode ser algo bastante rico para capturarmos em nosso dia a dia pós Covid-19.

Longo prazo

Difícil imaginar como será a nossa vida e as nossas empresas no futuro. Mas, certamente uma nova dinâmica irá se estabelecer.

1. Estou sendo afetado neste momento porque tenho vendas concentradas em um mercado. Então, o que devo fazer para diminuir minha vulnerabilidade a um só canal?
2. Como capilarizar minhas vendas?
3. Devo abrir novos canais de venda como on line, delivery, to go?
4. Devo desenvolver produtos focados para o varejo e para outros canais?

Uma coisa é certa, tenho que dimensionar e capacitar meus colaboradores para um novo desenho de negócio e agora é o momento de pensar e planejar este novo modelo.

Convido você a aproveitar este período, para gerar uma ampla reflexão e transformação em seu negócio e em sua vida.

Tudo é cíclico e agora é o momento da transformação.

Grande Abraço.

Jean Louis Belo Gallego
Diretor Comercial da Aryzta
Conselheiro da ABIA
Sponsor do Comitê de Food Service da ABIA