Oportunidades > Notícias e Informações

24 de maio: Dia Nacional do Café

O Dia Nacional do Café, no Brasil, é comemorado todos os anos em 24 de maio, data que marca o início da colheita nas principais regiões cafeeiras do Brasil.

Essa data comemorativa foi instituída pela Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), em 2005, com objetivo de valorizar e homenagear o produto que é paixão nacional. De acordo com a Associação, no nosso País, cada pessoa consume, em média, 4,81 kg de café torrado.

O Brasil é o maior produtor, exportador e segundo maior consumidor de café em nível mundial. O País possui aproximadamente 300 mil estabelecimentos produtores de café, dos quais 78% são considerados da cafeicultura familiar. Tais lavouras produtoras de café, além de atender os mercados mais exigentes internos e externos, também contribuem para fortalecer aspectos econômicos, sociais e ambientais, requisitos indispensáveis para o desenvolvimento sustentável do setor.

Assim, o café está presente nas cinco regiões geográficas, em 16 estados da Federação, nos quais 1.448 municípios produzem café, o que corresponde a aproximadamente 26% dos municípios brasileiros, com a geração direta e indireta de mais de 8 milhões de empregos.

Vale destacar, em comemoração ao Dia Nacional do Café, que, além dos benefícios mencionados gerados para o País, os efeitos do consumo de café para a saúde também podem ser altamente positivos, devido às suas propriedades nutricionais e farmacêuticas, as quais são capazes de melhorar a qualidade de vida das pessoas, com efeitos sobre a atenção, concentração, memória, aprendizado, entre outros.

Breve histórico do café

A história do café vem de muito longe e tem origem nas regiões altas de Cafa e Enária, na Etiópia, país africano localizado na região ocidental do continente. Historiadores apontam, inclusive, que a nomenclatura da região Cafa seria responsável pelo nome da planta. Da África o café foi levado para a Arábia e Turquia até chegar na Europa, onde foi introduzido no século XVII.

No Brasil, por sua vez, o café chegou primeiro em Belém, no Pará, quando o sargento Francisco de Mello Palheta trouxe para o país, da Guiana Francesa, a planta em 1727. Se no estado da região norte a cultura não foi muito difundida, em estados como São Paulo e Minas Gerais a história do café se confunde com a formação de muitas cidades.

A importância do café para o Brasil é tamanha que é impossível falar sobre a história do país sem mencionar o Ciclo do Café, que perdurou por mais de 100 anos, entre 1800 e 1930.

Durante o período, a cafeicultura se manteve como a principal atividade econômica do Brasil.

Café e sua produção diversificada no Brasil

Com o protagonismo na história e na economia do Brasil, o café não poderia deixar de ter consolidado importantes polos produtores pelo país, que é rico na variedade de cafés. Com todo este protagonismo na história e na economia, o café se consolidou pelos diferentes territórios do Brasil, e suas variedades. Hoje o Brasil produz as duas principais variedades – robustas e arábicas.

O estado de Minas Gerais, por exemplo, se destaca pelo volume de café produzido. A região mineira é responsável por 53% de toda a produção nacional. Cada uma das regiões possui suas características, porém, os cafés de grande qualidade concentram-se no Sul de Minas, Cerrado Mineiro e Mogiana Paulista.

 

Leia mais sobre a evolução do setor cafeeiro neste link.

 

 

Fontes:

Embrapa

ABIC